Líder separatista da Catalunha e ex-ministros são liberados pela Justiça belga


A Justiça da Bélgica decidiu deixar em liberdade, com medidas cautelares, o líder separatistas da Catalunha, Carles Puigdemont, e outros quatro ex-ministros regionais após audiências realizadas na Promotoria de Bruxelas. Eles se entregaram no domingo, dia 5, de manhã, e eram procurados após a Justiça da Espanha ter emitido um mandado de prisão contra o grupo na última sexta-feira, 3 de novembro.

Tanto o ex-governador da Catalunha como os ex-ministros prestaram depoimento das 16h (horário local, 13h em Brasília) até as 20h (17h em Brasília), separadamente, e deixaram a Promotoria de Bruxelas todos juntos num micro-ônibus.

Na saída da Promotoria não houve declarações, nem de Puigdemont nem dos seus ex-ministros. Cerca de 50 jornalistas esperavam na porta da Promotoria de Bruxelas a saída da delegação catalã, mas não houve declarações.