Itália pressiona, mas para na Suécia e está fora da Copa do Mundo na Rússia.


 

A seleção italiana ficará novamente fora de uma Copa do Mundo após 60 anos. Depois de perder o jogo de ida na repescagem europeia para a Suécia, por 1 a 0, a equipe pressionou nessa segunda-feira, mas demonstrou uma notável incapacidade de criar. Empatou, assim, por 0 a 0, no estádio San Siro, em Milão, e não jogará o Mundial da Rússia.

Na fase de grupos das Eliminatórias Europeias da Copa de 2018, por sua vez, foi a segunda de uma chave que tinha Albânia, Israel, Macedônia e Liechtenstein. Ficou atrás da Espanha, ao perder por um inapelável 3 a 0 em Madri.

O contestado técnico Gian Piero Ventura, então, tinha a chance de se redimir na repescagem, contra a Suécia. Decepcionou no duelo de ida, em Solna, ao perder por 1 a 0. E, nesta segunda-feira, sucumbiu frente à inoperância de sua equipe.

Campeã mundial em 1934, 1938, 1982 e 2006, a Itália não ficava fora de uma Copa desde 1958. Será, ainda, apenas a terceira vez que não jogará a competição – a outra ocorrera na edição de estreia, em 1930.

Já a Suécia, retorna a uma Copa quando seu principal astro, Zlatan Ibrahimovic, não está mais na equipe.

O Mundial de 2018 conta agora com 29 seleções classificadas. Além da Suécia, estão confirmados Egito, Nigéria, Senegal, Marrocos, Tunísia, Rússia (país-sede), Brasil, Bélgica, Inglaterra, França, Alemanha, Islândia, Polônia, Portugal, Sérvia, Espanha, Argentina, Colômbia, Uruguai, Costa Rica, Panamá, México, Irã, Japão, Coreia do Sul, Arábia Saudita, Croácia e Suíça, estas duas últimas também garantidas na repescagem europeia.