Afastado por racismo na Globo, William Waack se isola completamente e emissora estuda atitude.


 

Após 40 anos de carreira, William Waack não quer falar absolutamente com ninguém. Segundo informa a jornalista Keila Jimenez, o ex-âncora do Jornal da Globo, afastado após o episódio de racismo, está completamente isolado e não quer falar com amigos nem familiares. Por sinal, William Waack não quer muito menos ser visto.

Para quem não sabe, William Waack gravava uma entrevista para o Jornal da Globo e, incomodado com o barulho do lado de fora do estúdio, pediu silêncio, dizendo que aquilo era “coisa de preto”. O episódio ocorreu durante as eleições americanas, mas só vazou no início de novembro.

O jornalista que segue afastado de suas funções no Jornal da Globo estaria isolado em um sítio que herdou da mãe em Jundiaí. Ele não responde e-mails, ligações ou mensagens. Renata Loprete segue atualmente como substituta, até que outro apresentador seja escolhido para a vaga. O fato mesmo é  Waack não voltará mais ao posto, mas a Globo quer outro âncora homem na bancada e por conta disso os nomes de Rodrigo Bocardi, César Tralli e Roberto Kovalick vem sendo discutidos e cogitados.

DIRETOR FALA DE AFASTAMENTO DE WILLIAM WAACK

O jornalista William Waack segue afastado de suas funções na Globo. Um vídeo onde ele tem uma atitude preconceituosa vazou e a direção da emissora decidiu, no mesmo dia, o colocar na geladeira. A direção do canal abomina qualquer ato que vá contra os princípios e norma da emissora.

“A Globo tem uma missão, que está escrita há muito tempo, um compromisso que ela assumiu como empresa. De respeitar a diversidade, o talento, essa tremenda cor brasileira. Para ser respeitoso com o que você é e com o que pretende ser, tem que doer quando precisa doer”, afirmou Sergio Valente, em entrevista exclusiva para o jornalista Daniel Castro.

Para o diretor não há diferença se esse profissional é maior e mais conceituado que o outro, o que interessa é a punição caso haja algo que contrarie a moral e os bons costumes. Além de Waack, por racismo, o ator José Mayer também segue afastado após ser acusado de assédio sexual.

“Tudo o que a emissora faz está alinhado com a rota de onde a gente quer chegar. A gente quer ser maior, muito melhor, um ambiente onde as pessoas se encontram, um lugar que traga as pessoas, onde os talentos queiram trabalhar. E a gente só vai conseguir isso sendo respeitoso”, declarou Valente.