Sobral recebe reforço de 216 PMs após apelos da população contra a violência.


 

Um contingente de 216 novos policiais militares, destacados no 3º BPM, já começou a trabalhar no policiamento à pé e motorizado na maior cidade da zona Norte do Ceará. Desde a manhã de hoje (7), os neo-soldados da PM, formados recentemente pela Academia estadual de Segurança Pública do Ceará (Aesp), são vistos pela população de Sobral. Depois de muita pressão da população e denúncias da Imprensa local sobre a insegurança no Município, o governo decidiu reforçar a tropa militar.

Além do Centro da cidade, diversos bairros de Sobral, além dos seus distritos, receberão os novos militares para o incremento do Policiamento Ostensivo Geral (POG). Além disso, deverão chegar a Sobral na próxima semana  novas viaturas – carros e motocicletas – para renovar e ampliar a frota do 3º BPM. Sobral foi o primeiro Município do interior cearense a contar com um pelotão (depois transformado em Companhia) do Batalhão de Rondas Intensivas e Ostensivas (Ronda).

A insegurança em Sobral foi motivo de muitas denúncias e até de manifestação da população nas ruas da cidade há duas semanas. Mais de 100 homicídios já foram registrados em todo o Município neste ano. Bairros como Nova Caiçara são os mais violentos devido à presença de intenso tráfico de drogas e da “guerra” entre facções criminosas. Na madrugada de quarta-feira, vários atentados a prédios públicos foram registrados. A ordem teria partido de dentro da Cadeia Pública local.

Reforçar

Os novos homens das fileiras da PM vão policiar cerca de 10 praças, além das ruas centrais, onde o comércio é mais intenso e os casos de roubos e assaltos têm maior incidência. Também deverá ser reforçada a ação policial no entorno de colégios e faculdades, principalmente à noite, quando aumentam os riscos de ataques aos estudantes e professores.

Outros Municípios cearenses com maiores registros de Crimes Violentos, Letais e Intencionais (CVLIs) e de Crimes Violentos ao Patrimônio (CVPs), como Juazeiro do Norte, no Cariri;  e Pacajus, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF);  também estarão recebendo reforços em seus batalhões, companhias, pelotões e destacamentos da Polícia Militar.

Os novos militares fazem parte da última turma de 1.400 PMs que concluíram o Curso de Formação Profissional, na Aesp, em novembro.

Colaborou: Wellington Macedo/De Sobral